Como criar boas experiências digitais de pedidos de alimentos - Blog Cliente Fiel Delivery

blog cliente fiel para restaurantes e delivery

Tenha seu próprio APLICATIVO de DELIVERY e FIDELIDADE do seu estabelecimento, seu atendimento automatizado e saia das taxas por pedidos de outras plataformas.

terça-feira, 18 de fevereiro de 2020

Como criar boas experiências digitais de pedidos de alimentos



10 MELHORES PRÁTICAS PARA CRIAR EXPERIÊNCIAS DIGITAIS DE PEDIDOS DE ALIMENTOS


Os operadores de restaurantes estão enfrentando uma pressão crescente para oferecer melhores experiências aos clientes, e a comida é o principal entre essas experiências. De acordo com um entrevistado em uma recente pesquisa de mercado realizada pela Tacit: 
“Nos últimos dez anos, a comida para viagem passou de 12% para 20%. Nos últimos dois anos, passou de 16% para 20%. Além disso, é onde vemos o maior crescimento em nossos negócios. No entanto, a maneira como os consumidores conseguem comida também evoluiu. De fato, 35% do nosso negócio de take-away é entrega, há três anos [era] 0%.” 
Ao mesmo tempo, os restaurantes enfrentam problemas de montagem devido à entrega, incluindo a incapacidade de lidar com o aumento do volume de pedidos, problemas usando soluções não integradas e dificuldades no gerenciamento de fluxos de trabalho. A tecnologia, o parceiro e o processo incorretos contribuirão para problemas significativos nas experiências de pedidos dos clientes, explica a revista QSR. Para criar experiências positivas de pedidos digitais de alimentos, os restaurantes precisam seguir algumas práticas recomendadas. 

1. DESENVOLVER EXPERIÊNCIAS DIGITAIS DE PEDIDOS DE ALIMENTOS COM BASE EM PROCESSOS CENTRADOS NO CONSUMIDOR
Os consumidores também mudaram seus pontos de vista sobre conveniência. Visitar um local para pegar um pedido ou aguardar no drive-thru é demais para os consumidores de hoje. Além do estudo de pesquisa de mercado Tacit, conforme declarado por uma operadora: “Quero dizer que o consumidor hoje está procurando conveniência. Eles estão mais inclinados, penso em suas vidas ocupadas, a querer comida entregue em suas casas. Vemos isso como uma mudança nas preferências do consumidor.” 

2. INTEGRAR CANAIS DE PEDIDOS NO SISTEMA DE PONTO DE VENDA; APLICAR DADOS 
Todos os canais de pedidos devem ser integrados ao sistema de ponto de venda para garantir que o restaurante não ignore um pedido, o que é especialmente verdadeiro para empresas que entram no campo da entrega de terceiros. Serviços de terceiros geram muitos dados, mas a única maneira de obter uma visão de 360 graus dos dados e suas implicações é comparar com as vendas em geral. Em vez de fazê-lo manualmente, os restaurantes devem integrar o serviço de entrega, como o UberEats, ao sistema de ponto de venda para automatizar e otimizar os relatórios e a aplicação de dados. 

3. REDESENHE E RENOVE O INTERIOR E O EXTERIOR DO RESTAURANTE PARA PERMITIR A ENTREGA 
Um grande problema com a demanda atual de entrega está no congestionamento na cozinha e na loja, bem como no gerenciamento de pedidos de entrega. As instalações existentes estão mal equipadas para lidar com o congestionamento adicionado pelos motoristas que entram e recebem pedidos. Pode ser necessário instalar uma entrada e saída somente de driver para reduzir o congestionamento criado para o host do restaurante. 
Além disso, prateleiras de entrega e processos automatizados devem ser projetados para evitar qualquer tempo de espera para os motoristas. Atrasos no motorista chegam a clientes insatisfeitos. O mesmo se aplica aos dispositivos usados para gerenciar pedidos de entrega; uma abordagem integrada de pedidos omnichannel de alimentos que unifica canais díspares, como entrega de terceiros, seu próprio aplicativo ou agregadores, permite que os operadores saiam do "Tablet Hell" e reduzam o número de dispositivos na cozinha, agilizando ainda mais os negócios. A abordagem unificada permite que a cozinha acomode um volume maior de pedidos. Em outras palavras, ajuste os níveis de equipe com base nos dados coletados entre o sistema de ponto de venda e os vários canais de pedidos digitais. 

4. LEMBRE-SE DOS ESTILOS TRADICIONAIS DE PEDIDOS, INCLUINDO PEDIDOS POR TELEFONE 
Sempre haverá consumidores que desejam fazer pedidos por telefone e telefones não gerenciados têm o mesmo efeito de não oferecer entrega. Considere a possibilidade de implementar sistemas de roteamento de telefone baseados na nuvem para garantir que cada chamada seja atendida. Também existem serviços baseados em nuvem para alimentar o roteamento telefônico automatizado. 

5. CRIE OPÇÕES DE PEDIDO OMNICHANNEL COM TUDO INCLUÍDO 
Uma experiência com tudo incluído significa que os clientes precisam da opção de pedir comida por meio de seu site, aplicativo e serviços de terceiros. Mais importante, o menu deve incluir todos os itens alimentares possíveis, bem como a capacidade de personalizar pedidos. O menu deve ser consistente em todos os canais. A Cliente Fiel se encarrega dessa parte, por oferecer em seu sistema uma plataforma integrada e eficaz para pedidos online e fornecendo vários canais para os estabelecimentos, visando com isso o omnichannel.  

6. LEMBRE-SE DE MANTER A SEGURANÇA ALIMENTAR, LER A TEMPERATURA DURANTE O PARTO 
Manter a temperatura dos alimentos reduz o risco de doenças transmitidas por alimentos, mas também possui valor nas experiências digitais de pedidos de alimentos. Alimentos frios perdem o apelo se deveriam estar quentes e os clientes terão níveis variados do que consideram quentes. Certifique-se de que os alimentos permaneçam na temperatura adequada, equipando os motoristas de entrega com sacos e transportadores isolados para manter os alimentos quentes os frios. 

7. ACOMPANHE O DESEMPENHO DO MOTORISTA E O TEMPO DE ENTREGA 
A redução do desempenho do motorista e do tempo de entrega ajuda os restaurantes a gerenciar contratos com fornecedores de serviços terceirizados. Esse nível de responsabilidade também é valioso para os consumidores que esperam a entrega de seus serviços favoritos dentro de prazos razoáveis. 

8. GARANTA UMA COMUNICAÇÃO CLARA E CONSISTENTE COM DRIVERS E CLIENTES 
Uma comunicação clara e consistente é a chave para acertar cada pedido. Embora o sistema possa ser integrado e encaminhar automaticamente os pedidos para a cozinha, ainda é da sua equipe verificar cada pedido quanto à precisão e agilizar os alimentos enquanto são preparados. O mesmo nível de comunicação também precisa existir com motoristas e clientes, incluindo listas de ingredientes e contagem de calorias no menu e muito mais. 

9. MANTENHA A IMAGEM E A VOZ DA MARCA EM TODOS OS CANAIS 
Manter a voz e a integridade da marca no desenvolvimento de cozinhas digitais é fundamental para os executivos de marketing manterem em mente. Conforme explicado pelo Restaurant Dive, surgiram alguns restaurantes que não têm um local físico para refeições. A única maneira de comprar uma refeição é através de um aplicativo de entrega. Esses locais têm vantagens significativas em relação aos restaurantes tradicionais, incluindo a devoção total de recursos para a preparação de alimentos para a entrega, redução do custo dos imóveis corporativos, se houver, e acesso imediato por meio do aplicativo. Com o número crescente de cozinhas virtuais, a única diferença visível é a imagem e a voz da marca no aplicativo. Portanto, os restaurantes existentes que atendem aos clientes da loja e da entrega devem garantir que sua marca permaneça consistente, independentemente do canal de pedidos e do uso de aplicativos de terceiros. 

10. NUNCA FORCE OS CLIENTES A BAIXAR SEU APLICATIVO PARA SERVIÇO DE ENTREGA 
Uma peça do quebra-cabeça permanece. Talvez seja mais fácil oferecer entrega por meio do aplicativo de negócios, mas isso aumenta drasticamente o risco para os negócios. Os clientes querem comodidade. Como outro entrevistado do estudo de pesquisa de mercado Tacit observou: “Do ponto de vista do consumidor, os consumidores não carregam todos os aplicativos [de restaurantes] em seus telefones. Eles provavelmente têm um que usam, então sentimos que, se adicionássemos pelo menos um segundo, estaríamos ampliando nosso potencial de vendas.” A chave do sucesso está em tornar esse segundo aplicativo um serviço de terceira entrega conhecido, como UberEats, GrubHub ou DoorDash. 


Entenda sobre Por Que os Restaurantes Devem Adotar o Omnichannel Para Gerar Mais Vendas em: https://blog.appclientefiel.com.br/2020/02/por-que-os-restaurantes-devem-adotar-o-omnichannel.html




Nenhum comentário:

Postar um comentário